Gestão e Saúde

Meditação: uma prática de saúde integrada que merece a sua atenção

Publicado em: 27 de abril de 2022

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Por: Paes.digital

A meditação é uma técnica que desenvolve habilidades como concentração, tranquilidade e foco no presente. Trata-se de uma prática ancestral, com raízes na sociedade oriental. É sobre ela que vamos falar no blog de hoje. Continue com a leitura para conferir.

É comum associarmos a meditação aos grandes mestres budistas, ou de pessoas com grande disciplina emocional. Mas, na verdade, está muito além disso.

Resumidamente, podemos definir a meditação como um treino mental, com foco no desenvolvimento de atenção plena ao momento presente, trazendo maior consciência e autoconhecimento.

A técnica é acessível, e você pode incorporá-la de diversas maneiras em sua rotina.

 

Quais os benefícios da meditação?

Pesquisadores têm dedicado tempo para entender como a meditação realmente afeta o cérebro humano e quais são os principais benefícios para nossas vidas. Mas, quais são os dados existentes “por trás” desse exercício de relaxamento?

Um estudo publicado na Psychiatry Research: Neuroimaging, em 2011, relatou que a prática constante da meditação pode gerar mudanças no cérebro.

De acordo com ele, oito semanas consecutivas de engajamento com média diária de 27 minutos do exercício são capazes de alterar fisicamente a mente e o cérebro.

O estudo selecionou dois grupos de participantes que nunca haviam meditado, para analisar os dados: metade continuou sem meditar, e a outra parte foi colocada em um programa de redução de estresse baseado em meditação, realizado na Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos.

Quem introduziu a meditação em suas vidas apresentou melhorias como:

  • redução na pressão sanguínea;
  • diminuição da insônia;
  • melhora nos sintomas de depressão;
  • maior facilidade para lidar com a ansiedade.

 

Como começar a meditar?

Aprender a meditar é abrir-se para o novo e iniciar uma jornada em busca de uma vida com mais propósito e bem-estar. Mas, como começar a meditar sozinho?

1 – Encontre um local

É possível praticar em qualquer lugar; no entanto, nesse primeiro contato é importante escolher um local que seja silencioso ou com poucos ruídos, onde você possa permanecer sem a interrupção de outras pessoas durante a prática.

2 – Posição confortável

Existem diversas posições para você aprender como começar a meditar sozinho. Você pode meditar deitado, sentado em uma cadeira ou em qualquer outra posição. O importante é que você esteja confortável e que o seu corpo esteja alinhado.

3 – Crie um hábito

Para que você possa perceber os benefícios da prática em sua vida, é necessário fazer dela um hábito. Para isso, você precisa praticar todos os dias, de preferência em um horário específico. Assim, o seu corpo e a sua mente ficaram acostumados a essa nova rotina.

 

Como a meditação é trabalhada na Mercur?

Aqui na Mercur, os colaboradores têm a oportunidade de praticar a meditação nas segundas-feiras de manhã, antes do expediente e também antes de reuniões.

“Convidamos os colaboradores a experimentar a meditação e considerar esta prática em diferentes momentos em suas vidas ou em ambientes diversos como por exemplo ao ar livre, em parques, associações e até mesmo durante caminhadas e mobilizações na aprendizagem sobre os conceitos em sustentabilidade e saúde integral”, explica o Facilitador e Diretor Geral da Mercur, que participa dos momentos de meditação, Breno Strüssmann.

Este movimento começou em 2015, com o intuito de proporcionar bem-estar para os colaboradores.

“A meditação iniciou de um jeito bem modesto e simples. Ela foi desencadeada através da reflexão do que é o bem estar para as pessoas, na sua relação com os outros e com o planeta e a natureza”, complementa.

A prática é oferecida a todos, pois tem conexão com a Saúde Integral, um tema muito importante e trabalhado de várias formas e vivências aqui na empresa.

A ideia é criar diálogos e espaços de aprendizagem voltados à promoção de estados de consciência diferenciados e ao autoconhecimento.

Após a pandemia, os encontros de meditação ganharam espaço também em canais virtuais, sendo facilitados através de conteúdos e vídeos. Também houve encontros com especialistas no tema que propiciaram orientações aos curadores e embaixadores dos programas.

Quem decidiu participar das meditações diz ter se sentido em paz, tranquilo e seguro. Muitos também falaram ter se sentido em sintonia consigo mesmos e nas suas relações com o entorno.

Gostou desta publicação?
Compartilhe com seus amigos.

2 respostas para “Meditação: uma prática de saúde integrada que merece a sua atenção”

  1. maria cicera rios da silva disse:

    desejo receber notitifação

    • Mercur disse:

      Olá, Maria. Tudo bem? Você pode assinar a nossa newsletter para receber atualizações sobre a Mercur por e-mail. É só acessar a página inicial do site e rolar até embaixo, no rodapé. Lá, você coloca seu nome e seu e-mail. Qualquer outra dúvida, estamos à disposição. 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine nossa
newsletter