Educação

Reaproveitamento materiais escolares: um aprendizado para a vida

Publicado em: 21 de janeiro de 2021
Por: Engaje! Assessoria de Imprensa

Estudantes, famílias e educadores podem aproveitar a organização dos materiais escolares e ampliar a consciência de todos para viver de forma mais equilibrada com o meio ambiente.

Em famílias com crianças e adolescentes em fase escolar, o início do ano é tradicionalmente marcado como o período de organização dos materiais escolares. A ansiedade de conhecer a nova turma, os professores ou a escola deixam de lado lições que podem marcar a aprendizagem dos estudantes para a vida toda.  Se por um lado o ano de 2020 mostrou uma nova realidade educacional diante de um distanciamento social necessário, por outro lado, a experiência liderada por diferentes formas de ensinar e aprender, a partir de um contexto mediado por ferramentas tecnológicas,  pode refletir em aprendizagens. Pensando nisso, a Mercur, fabricante de materiais escolares, organizou a sua campanha de educação deste ano a partir do tema “Aprender para a Vida”. A intenção da empresa é reforçar que a educação é um processo contínuo com reflexos que vão para além da sala de aula.

Nessa perspectiva, é possível transformar o contato com as listas de materiais escolares em uma oportunidade de crescimento e aprendizagem, tanto para estudantes como para as famílias. Para a Pedagoga que atua na Mercur, Márcia Murillo, trata-se de um convite que incentiva a olhar para o que sobrou e não desprezar esse material que muitas vezes se torna “velho”. É uma forma de cuidar o que temos hoje, pensando no que pode durar muito mais tempo, enfatiza.

A seguir, reunimos algumas dicas pensadas para ressignificar o que já se tem, dar novos usos aos materiais e contribuir com a preservação do planeta.

 

Aprender para a vida é evitar o desperdício

A Mercur acredita que toda escolha tem impacto no mundo de forma positiva ou negativa. Para evitar o desperdício, a sugestão é reaproveitar canetas, lápis de cor e outros materiais de desenho e/ou escrita. São itens que podem ser limpos e reaproveitados. Esta limpeza pode ser realizada com álcool e uma flanela. Lápis podem ser apontados e canetinhas ou marcadores secos podem receber algumas gotas de álcool de limpeza ou água para voltar a funcionar. 

O mesmo pode ocorrer com o giz de cera. Existem muitas técnicas que ensinam a reaproveitar o material.  Basta separá-los por cor, colocar em formas de silicone ou metal e levar ao forno. O tempo de derretimento depende do tamanho dos pedaços de giz. Geralmente, entre 3 e 7 minutos é suficiente. Quando estiver totalmente derretido, retire do forno e aguarde esfriar.

Mochilas e estojos podem ganhar desenhos e bordados. Trata-se de uma forma diferente de dar uma cara nova a antigos materiais. O mesmo pode ser feito utilizando bótons que comuniquem algo que o estudante gosta.

 

Aprender para a vida é saber de onde as coisas vêm

É importante verificar se a matéria-prima usada no material escolar é renovável. Dê preferência a estes produtos ou aos feitos com material reciclado pós-consumo. Assim você ajuda a diminuir os impactos negativos no meio ambiente. Procure também buscar informações sobre os fabricantes para ter certeza que cuidam bem de seus funcionários, da comunidade e do meio ambiente. Não deixe de observar se o produto é atóxico e se possui o selo do Inmetro para garantir a saúde e a segurança dos estudantes. Conhecer a história dos produtos e seu processo de fabricação é um excelente momento de aprendizado para todos. Além de ser uma oportunidade de conscientização sobre escolhas que podemos começar a ter sobre diferentes produtos.

 

Buscar soluções criativas é um exercício

A customização de materiais escolares pode ser uma maneira de reaproveitar itens que seriam descartados. Trata-se de uma forma de personalização, que pode ter traços de identidade bem próprios. Experiências comprovam que materiais feitos pelas crianças e adolescentes passam a ter outro valor, sobretudo sobre o senso de cuidado e de protagonismo, já que serão peças únicas. Capas de cadernos podem contar com fotos, recortes de revista e desenhos ou ainda é possível encapá-los com tecido e cola. Já as folhas limpas de cadernos velhos podem ser unidas às de outros cadernos e transformadas em uma nova encadernação. Sobras de folhas de cadernos também podem virar blocos de rascunhos e anotações diversas, além da possibilidade de se criar capas coloridas e personalizadas para os mesmos.

 

obre uma superfície azul há uma folha laranja. Sobre ela, recortes de impressão com as frases "Estou trilhando um caminho do qual me orgulho muito.", "Estou só", "Começando" e "Escutar com amor". Ao lado direito da folha há um tubo de cola branca e ao lado esquerdo uma tesoura.

A personalização dos materiais escolares dá identidade própria aos recursos que farão parte da rotina de educação. #PraCegoVer Sobre uma superfície azul há uma folha laranja. Sobre ela, recortes de impressão com as frases “Estou trilhando um caminho do qual me orgulho muito.”, “Estou só”, “Começando” e “Escutar com amor”. Ao lado direito da folha há um tubo de cola branca e ao lado esquerdo uma tesoura.

 

O reaproveitamento dos materiais impacta positivamente no meio ambiente. Se for mantida uma rotina de cuidados, será possível manter os materiais em ordem, evitando desperdícios. Além da redução de gastos, ter uma atitude consciente reflete em todo o mundo que nos cerca, muito além dos muros da escola. 

 

Volta às aulas Mercur 

Com uma série de produtos voltados à área da Educação, a Mercur realiza anualmente uma campanha de Volta às Aulas. Atentando para o contexto da pandemia, a campanha de 2021 está propondo uma reflexão sobre os ensinamentos que vão além da aprendizagem técnica, das fórmulas ou dos materiais carregados na mochila: é necessário aprender para a vida. Nesse sentido, seus materiais de comunicação buscam causar essa reflexão e incentivar o consumo consciente e responsável.

 

Em um fundo azul, um lettering colorido e divertido com a frase "Aprender para a vida" e o logo da empresa.

Identidade visual da campanha de educação 2021. #PraCegoVer Em um fundo azul, um lettering colorido e divertido com a frase “Aprender para a vida” e o logo da empresa.

 

Quem desejar adquirir os produtos, pode encontrá-los nas papelarias de todo o país ou na própria loja online da Mercur.

 

Borrachas Retangular Color: Aprender para a vida é valorizar e dar espaço às diferenças.

  • Com frases que estimulam reflexões sobre diversidade, instigam diálogos sobre cooperação e incentivam o recomeço.
  • Feitas com borracha natural, renovável na natureza.
  • Faz rolinhos ao apagar, gerando menos sujeira.

Clique aqui para saber mais.

 

Borracha Record: Aprender para a vida é saber de onde as coisas vêm.

  • Feita com látex das árvores seringueiras, se regenera na natureza e ajuda a manter as florestas em pé e protegidas.

Clique aqui para saber mais.

 

Borrachão longo e curto: Aprender para a vida é entender as necessidades de todos.

  • Mais pesada, ajuda a estabilizar os movimentos/Formato que torna a pega mais confortável para quem tem dificuldades de segurar objetos.
  • Nome em libras e escrita de sinais.
  • Apaga áreas maiores.

Para saber mais sobre o Borracha Longo clique aqui e sobre o Borrachão Curto clique aqui.

 

Cola branca e gel: Aprender para a vida é evitar o desperdício.

  • Bico aplicador mais fino para colar sem sujeira/desperdício.
  • Frascos que encaixam na mão, facilitando o uso.
  • Lavável e atóxica, feita à base d’água.
  • Colagem eficiente, melhor aderência. 

Para saber mais sobre a Cola Branca clique aqui e sobre a Cola Gel clique aqui.

 

Fita corretiva 12m: Aprender para a vida é encarar o erro como uma etapa do caminho.

  • Cobertura instantânea para uma correção mais rápida.
  • Dura mais porque tem 12m de fita.
  • Formato ergonômico, facilita a pega.
Gostou desta publicação?
Compartilhe com seus amigos.

Assine nossa
newsletter