Saúde

Como usar muletas canadenses?

Publicado em: 25 de maio de 2021
Por: Valdecir Fernando Uhlmann dos Santos | Relacionamento Mercur

Usar muletas do modo adequado pode prevenir desconfortos, quedas e lesões aos usuários.

A independência para realizar atividades cotidianas é uma condição que impacta diretamente na qualidade de vida das pessoas, especialmente em casos de redução da mobilidade. Nestas situações, um auxílio externo pode fazer toda a diferença. As muletas e demais dispositivos assistivos promovem suporte e equilíbrio para que os usuários possam se deslocar com autonomia e segurança. Isso porque os recursos são responsáveis por aumentar a base de apoio do corpo e diminuir o peso sobre os membros inferiores, proporcionando estabilidade para o dia a dia.

As Muletas Canadenses Fixas da Mercur foram desenvolvidas para auxiliar pessoas em condições de limitação física permanente, como amputação, lesões neurológicas ou degenerativas, e temporária, como recuperação de traumatismos ou pós-operatórios. Mas para que seja possível caminhar de modo seguro, evitando quedas e dores nos punhos, ombros, costas e demais membros, é importante adotar cuidados extras.

Para a Fisioterapeuta e Analista Técnica de Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos da Mercur, Caroline Wagner, o ajuste de altura é fundamental para a utilização adequada de muletas, mas também é necessário ter atenção a outros aspectos nas atividades de vida diária. “Evitar tapetes e móveis em áreas de circulação da casa e manter atenção redobrada em locais escorregadios podem ajudar na prevenção de quedas. É preciso sempre estar atento ao desgaste da ponteira já que ela é grande responsável por garantir a segurança durante o deslocamento”, relata.

Antes de utilizar qualquer recurso de apoio, é importante que um profissional da saúde oriente sobre o modo de usar. Cada pessoa possui necessidades específicas, fazendo com que os ajustes de altura da muleta sejam estabelecidos conforme a altura do usuário. Além disso, Caroline reforça que cabe ao profissional guiar sobre a forma ideal de caminhar, considerando a condição do paciente. “É normal surgirem dúvidas quanto à utilização das muletas. Em alguns casos, é possível fazer o uso de uma só muleta, que deve ficar posicionada sempre ao lado contrário ao membro lesionado”, reforça.

 

Como caminhar com muletas

Par: após realizar o ajuste da altura das muletas, posicione-as a frente do corpo em uma distância suficiente para dar um passo com segurança, apoiando o peso do seu corpo sobre as duas muletas e sobre o membro inferior sadio. Em seguida, impulsione-se para frente de modo que o pé sadio ultrapasse levemente a muleta. Repita a sequência para deslocar-se.

Peça: após realizar o ajuste de altura da muleta, posicione-a no lado contrário ao membro lesionado. Dê o passo com a perna lesionada e a muleta ao mesmo tempo, apoiando o peso do corpo na muleta durante a marcha.

Uma mulher está caminhando com o auxílio de duas Muletas Canadenses Fixas. Ela está em um jardim e sorri, enquanto olha para o lado esquerdo da foto.

O ajuste de altura adequado da muleta é fundamental para uma locomoção segura e firme, prevenindo alterações posturais e desconfortos. #PraCegoVer Uma mulher está caminhando com o auxílio de duas Muletas Canadenses Fixas. Ela está no jardim de uma casa e sorri, enquanto olha para o chão.

Como subir escadas com muletas

Sem o apoio de corrimão: para subir uma escada, dê o passo com a perna sadia, mantendo as muletas no degrau abaixo. Coloque as duas muletas simultaneamente no degrau acima, apoiando o peso do corpo sobre as muletas ao mesmo tempo em que impulsiona o corpo para o mesmo degrau onde estão as muletas.

Com o apoio de corrimão: quando possível apoiar os dois pés no chão, encaixe as Muletas Canadenses Fixas uma à outra, mantendo uma mão nas muletas acopladas e a outra no corrimão. Utilize o corrimão para impulsionar o corpo e dê o passo com a perna sadia para o degrau acima. Leve as muletas ao degrau acima.

 

Como sentar e levantar utilizando muletas

Para sentar-se, fique de costas bem próximo ao móvel. Se estiver utilizando o par, a Muleta Canadense Fixa da Mercur possui sistema de acoplagem, que permite encaixar uma peça na outra para deixar uma mão livre. Utilize a mão livre para apoiar-se no móvel e sente-se cuidadosamente, mantendo o equilíbrio. Procure colocar o peso nas muletas e na perna sadia.

para levantar-se, segure as Muletas Canadenses Fixas e posicione-as de pé, de modo que seja possível apoiar e erguer o corpo com equilíbrio. Apoie o peso do corpo sobre as muletas e perna sadia, utilizando a outra mão para apoiar-se no móvel.

 

Cuidados gerais de uso

  • Respeite a informação de resistência suportada pelas muletas. No caso da Muleta Canadense Fixa utilizada em par, a resistência é de 130kg. Já em peça, o produto resiste a 80kg;
  • Embora a Muleta Canadense Fixa tenha ponteira articulada com base ampliada e ranhuras antiderrapantes, tenha atenção redobrada em ambientes escorregadios ou com acúmulo de água;
  • É recomendado o uso da Muleta Canadense Fixa em par. O uso de uma peça é indicado quando for possível apoiar os dois pés no chão;
  • Procure não se deslocar rápido demais ou com passos muito longos. Assim você garante mais firmeza em cada passo;
  • O ajuste de altura adequado da muleta é fundamental para uma locomoção segura e firme, prevenindo alterações posturais e desconfortos;
  • Verifique periodicamente o encaixe dos pinos de ajuste de altura;
  • Acompanhe o desgaste da ponteira da muleta. A ponteira articulada da Muleta Canadense Fixa possui sinalizador de desgaste que orienta o momento de substituir a peça. Assim é possível evitar acidentes ocasionados pela falta de aderência das muletas ao solo.

Conheça a nova Muleta Canadense Fixa da Mercur com design que distribui o peso nos pontos de pressão, apoio ergonômico para antebraço e mão, estrutura reforçada, sistema de acoplagem e ponteira articulada.

Gostou desta publicação?
Compartilhe com seus amigos.

Assine nossa
newsletter