Educação, Saúde e Tecnologia assistiva

Mercur lança cinco recursos que facilitam atividades de vida diária

Publicado em: 27 de novembro de 2019

Tempo estimado de leitura: 9 minutos

Por: Engaje! Assessoria de Imprensa

Luva Flexora de Dedos, Abdutor de Polegar, Engrossador Horizontal e Cintas de Gastrostomia e Posicionamento são os novos recursos feitos pela Mercur e sua rede de cocriação para facilitar autonomia e real inclusão.

Se alimentar, escovar os dentes, se vestir, escrever ou pentear os cabelos são atividades de vida diária. São tarefas relacionadas aos cuidados pessoais e à mobilidade, ações que realizamos para cuidar de nós mesmos, mas que nem todas as pessoas conseguem realizar com autonomia. Seja por uma condição neurológica, de algum trauma ou lesão ou até mesmo pelo passar do tempo e avanço das limitações motoras.

Os novos recursos feitos pela Mercur, indústria de produtos e serviços para as áreas da Saúde e Educação, junto com sua rede de cocriação, têm o objetivo de auxiliar na aprendizagem e desempenho dessas atividades da forma mais adequada e independente possível, promovendo autonomia e real inclusão. “Estes facilitadores que estamos lançando agora já estão sendo legitimados com a rede há algum tempo. São recursos simples, mas que fazem a diferença na vida de quem precisa deles”, conta Cristina Fank, terapeuta ocupacional. São eles: uma Luva Flexora de Dedos, um Abdutor de Polegar, um Engrossador Horizontal e as Cintas Protetora de Gastrostomia e de Posicionamento. Conheça as indicações de uso e atributos de cada um:

A Luva Flexora é um recurso de Tecnologia Assistiva que auxilia pessoas com dificuldades motoras a segurarem objetos importantes para a realização de suas atividades de vida diária. Este dispositivo faz com que os dedos permaneçam dobrados e envolvam o objeto que se deseja segurar. É um recurso importante também no processo de reabilitação de mão, pois possibilita amplitude de movimento gradual dos dedos. O fechamento é ajustável e ela pode permanecer na mão mesmo quando não estiver sendo utilizada.

O Abdutor de Polegar é um dispositivo que posiciona o polegar em abdução, ou seja, ajuda a ampliar a abertura entre os dedos polegar e indicador, facilitando a preensão e aumentando a amplitude de movimento. É indicado para pessoas que, em função de desordens neurológicas, mantêm o polegar incluso (em adução e flexão, próximo do dedo indicador). O uso desta órtese como coadjuvante no processo de reabilitação auxilia na melhora da qualidade de movimento e prevenção ou correção de deformidades. É ajustável ao polegar com tamanhos variados, que buscam atender de forma anatômica diferentes mãos.

 

Uma mão esquerda veste o Abdutor de Polegar. Posicionada em destaque no centro da imagem, que tem fundo neutro em tom marrom, mostra a abertura que o abdutor proporciona entre o dedos polegar e os demais.

O Abdutor de Polegar ajuda a ampliar a abertura entre os dedos polegar e indicador. #PraCegoVer #PraTodosVerem Uma mão esquerda veste o Abdutor de Polegar. Posicionada em destaque no centro da imagem, que tem fundo neutro em tom marrom, mostra a abertura que o abdutor proporciona entre o dedos polegar e os demais.

 

O Engrossador Horizontal ajuda pessoas que têm dificuldade de preensão e que mantêm o antebraço em pronação (dorso da mão para cima), tendo dificuldade para segurar utensílios de escrita. Não desliza durante o uso, e o mais importante: posiciona lápis e canetas para que a pessoa possa ter a experiência do riscar, escrever, desenhar e pintar.

 

Uma mão direita segura um lápis de escrever preto e está posicionada sobre um bloco de papel branco com apoio do engrossador horizontal. O engrossador tem corpo azul e duas pequenas alças nas laterais, uma vermelha e outra roxa, para encaixar objetos.

O Engrossador Horizontal é recomendado para pessoas que mantem o antebraço em pronação. #PraCegoVer #PraTodosVerem Uma mão direita segura um lápis de escrever preto e está posicionada sobre um bloco de papel branco com apoio do engrossador horizontal. O engrossador tem corpo azul e duas pequenas alças nas laterais, uma vermelha e outra roxa, para encaixar objetos.

 

A Cinta de Posicionamento 2 Metros foi desenvolvida para auxiliar no posicionamento de pessoas com dificuldade de controle de tronco em cadeira de rodas, poltronas volumosas ou camas ortostáticas. O objetivo é que o usuário possa estar bem posicionado e ainda assim se movimentar com conforto e segurança.

 

Uma mulher está sentada, posicionada em uma poltrona de cor marfim, com a Cinta de Posicionamento 2 Metros, que é preta. O recurso envolve sua cintura e a mantém firme e reta, junto do encosto da poltrona. Ela veste uma calça jeans escura e uma blusa salmão. Suas mãos estão posicionadas sobre as coxas, enquanto olha para a direita, ao que parece ser uma janela. Ao fundo é possível ver, em desfoque, a ambientação de uma casa.

A Cinta de Posicionamento é um dispositivo multifuncional e ajustável. #PraCegoVer #PraTodosVerem Uma mulher está sentada, posicionada em uma poltrona de cor marfim, com a Cinta de Posicionamento 2 Metros, que é preta. O recurso envolve sua cintura e a mantém firme e reta, junto do encosto da poltrona. Ela veste uma calça jeans escura e uma blusa salmão. Suas mãos estão posicionadas sobre as coxas, enquanto olha para a direita, ao que parece ser uma janela. Ao fundo é possível ver, em desfoque, a ambientação de uma casa.

 

Ela funciona da seguinte maneira: com a pessoa sentada na cadeira de rodas, por exemplo, é preciso posicionar a Cinta, envolvendo o abdômen e passando as tiras por trás do encosto da cadeira. Fechando a fivela e puxando a tira para ajustar a Cinta ao corpo do usuário.

 

Imagem mostra em detalhe como o fecho da Cinta de Posicionamento 2 Metros, preto e com encaixe, fica preso atrás de uma poltrona.

A Cinta de Posicionamento é indicada para sustentação segura e fixação efetiva para pessoas com dificuldade de controle de tronco na cadeira de rodas. #PraCegoVer #PraTodosVerem Imagem mostra em detalhe como o fecho da Cinta de Posicionamento 2 Metros, preto e com encaixe, fica preso atrás de uma poltrona.

­

A Cinta Elástica Protetora de Gastrostomia serve para dar mais segurança e conforto para pessoas que perderam temporariamente ou definitivamente a capacidade de deglutir alimentos, desta forma alimentam-se por meio de Gastrostomia. Alguns casos em que é indicada a nutrição de longa permanência: disfagia, câncer de boca ou garganta, acidente vascular cerebral e durante alguns tratamentos como quimioterapia, radioterapia, alzheimer e casos de desnutrição severa. Confeccionada em material leve, permite melhor ventilação, diminuindo o desconforto térmico e é possível higienizar lavando apenas a peça que fica em contato com o estoma. Está disponível em duas apresentações: para uso com cateter e para uso com bóton.

 

Uma mulher está se vestindo. Ela usa roupas íntimas na cor cinza e está fechando, com as duas mãos, a Cinta Protetora de Gastrostomia ao redor de sua barriga.

A Cinta Protetora de Gastrostomia oculta e protege o cateter ou bóton, evitando o desposicionamento e retirada acidental ou voluntária dos mesmos. #PraCegoVer #PraTodosVerem Uma mulher está se vestindo. Ela usa roupas íntimas na cor cinza e está fechando, com as duas mãos, a Cinta Protetora de Gastrostomia ao redor de sua barriga.

 

Cada um desses recursos tem uma história muito bacana, com o envolvimento e dedicação de muitas pessoas. Conheça!

 

Linha de trabalho voltada aos recursos de Tecnologia Assistiva

Desde que começou a repensar seu papel enquanto indústria, a Mercur busca formas de entender as reais necessidades das pessoas e de disponibilizar seu conhecimento e estrutura para oferecer acesso a produtos e serviços que ajudem verdadeiramente a melhorar a vida das pessoas. Foi assim que surgiu, em 2011, o Diversidade na Rua, um projeto que a partir de oficinas com a comunidade, profissionais de saúde, familiares e pessoas com deficiência, passou a cocriar recursos de Tecnologia Assistiva. Eles promovem, facilitam ou resgatam a possibilidade de realizar atividades de vida diária como se alimentar, escrever, segurar objetos, escovar os dentes e até se maquiar.

Segundo Cristina Fank, Terapeuta Ocupacional, desenvolver produtos com as pessoas e não para elas é o que faz sentido desde então. Tanto que a empresa incorporou os aprendizados e passou a aplicar este jeito de fazer em todos os seus processos. Por isso, em 2018 o Diversidade na Rua deixou de ser um projeto e se tornou uma prática organizacional. Nessa caminhada, já foram materializados mais de 20 recursos de Tecnologia Assistiva e a Mercur, com uma gestão atuante por projetos, implantou uma linha de trabalho específica para criar recursos que auxiliem as pessoas em suas atividades de rotina.

Essa linha é composta por colaboradores de diferentes áreas e investe energia em pesquisa e relacionamento para compreender de que maneira pode criar junto com as pessoas recursos que tragam mais bem-estar às suas vidas.

Gostou desta publicação?
Compartilhe com seus amigos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine nossa
newsletter